Uma boa gestão está ligada a diversas práticas contábeis que, quando agregadas a procedimentos corporativos, garantem progresso e sucesso para sua empresa. Para que isso ocorra, é preciso observar as premissas básicas que sucedem os fundamentos de um livro caixa.

Sabemos que dividir a atenção entre aspectos operacionais e contábeis não é tarefa fácil, visto que há diversas mudanças a respeito de legislações, leis indiretas, reformas e impostos que devem ser acompanhados pelo contador responsável, certo?

Partindo disso, decidimos elaborar este artigo para apresentar algumas técnicas úteis. No conteúdo serão apresentadas 3 maneiras diferentes de otimizar o fluxo de caixa de uma instituição. Ficou interessado? Então, acompanhe!

Objetivo do livro caixa

Organização, controle e adequação são elementos necessários para estruturar qualquer livro contábil. Para tal fim, é essencial a inspeção de alguns itens relevantes no processo, como: os registros de entrada e saída (receita/despesas).

A escrituração do livro caixa consiste em preencher e confrontar todos os registros. O gestor deve pegar o valor da renda mensal e subtrair os gastos do mesmo mês para chegar ao saldo, que revelará quanto sua empresa obteve de lucro (ou de prejuízo) no período.

O registro em papel, ou por meio de planilhas do Excel, vai colaborar para que você controle as movimentações de dinheiro de uma empresa, tendo em vista o equilíbrio financeiro do negócio.

Estrutura correta do fluxo de caixa

Existem vários métodos de constituir um livro caixa. Porém, o modelo mais usual no meio corporativo é o que demonstraremos a seguir:

  • data de início do registro;
  • histórico;
  • créditos;
  • débitos;
  • saldo total.

Organização do livro caixa de uma empresa

1. Estabelecendo uma maneira de identificar receitas e despesas

Inicialmente, o método mais prático para controlar os registros financeiros de qualquer negócio deve partir da diferenciação dos dados. Para isso, o gestor deve utilizar:

  • cores — verde ou vermelho;
  • sinais — subtração ou adição.

A finalidade dessa ação é tornar mais fácil o gerenciamento das receitas/despesas de uma sociedade empresarial.

2. Indicando movimentações financeiras periódicas

Considerando os elementos acima, o profissional responsável realizará uma análise visando a cisão entre as entradas/saídas periódicas daquelas que não são recorrentes. O intuito dessa operação é conseguir obter dados relevantes que concedam a avaliação de pagamentos e recebimentos em períodos futuros.

3. Investindo em softwares de automação

A aquisição de um software especializado na área contábil é uma ótima solução para contadores que almejam o domínio e a organização de um empreendimento de forma bem prática.

Com simples adaptações, é possível localizar dados rapidamente, preencher e acompanhar todos os títulos do livro caixa, além de gerar inúmeros relatórios com base nos dados que já foram lançados. Praticidade, ordem e controle de maneira segura e eficiente.

Se o que você quer é otimizar o fluxo de caixa de uma empresa, a fim de potencializar o rendimento do negócio, não deixe de conferir o e-book que preparamos sobre aumento de produtividade. Esse mecanismo administrativo pode fazer uma grande diferença no momento de desenvolver os principais elementos do livro caixa de uma empresa.

Gostou das vantagens que o Livro Caixa pode trazer para a sua empresa? Venha fazer um teste no sistema de Livro Caixa da RTA , ele é gratuito e 100% online.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *