Não importa o tamanho da empresa ou da área de atuação, o fato é que a elaboração de um plano de negócio é fundamental para manter a organização e impulsionar o desenvolvimento de qualquer empresa!

Esse plano, nada mais é do que um documento que serve para nortear as metas e os objetivos da empresa.

Se você é um empreendedor e está dando os primeiros passos na área  empresarial, certamente possui muitas dúvidas. E você sabe como elaborar um plano de negócios? Para descobrir como montar um e quais informações devem constar nele,  continue nesse post e confira todas as dicas que preparamos para você! 

O que é um plano de negócios?

Como foi citado anteriormente, um plano de negócios é um documento, onde constam informações como os objetivos e metas da empresa e quais são as estratégias adotadas para cumpri-los.

Tendo em mãos informações mais detalhadas, como pesquisas de mercado, por exemplo, é possível tomar decisões mais assertivas e diminuir as chances de erro.

Sendo assim, além de servir para a consulta dos gestores, o plano de negócios serve, também, para apresentações da empresa e obtenção de investimentos.

Uma empresa que não possui um plano de negócio eficaz, não transmite credibilidade, o que pode gerar desconfiança por parte dos investidores. Sendo assim, um bom plano de negócios permite à empresa:

1. Traçar estratégias e metas eficazes

Definir metas reais para a empresa e deixá-las disponíveis para todos os membros da equipe, permite que todos tenham maior conhecimento sobre quais caminhos devem ser seguidos, além de ajudar a não perder o foco, direcionando para os ideais que precisam receber mais atenção.

2. Planejar a longo prazo

Quais os seus planos para a empresa daqui a 2 anos? Para definir isso é preciso planejar! Possuir um documento, como um plano de negócios, com essas informações organizadas, permite que os gestores possam se programar com antecedência. 

3. Captar mais investimentos

Ter um plano de negócios aumenta a credibilidade da empresa, além de auxiliar na busca por financiamentos, o que pode resultar em taxas mais baixas de pagamento. Lembre-se: os investidores não arriscam em empresas mal organizadas! Por isso, dê a devida atenção para a organização e o planejamento do seu negócio!

4. Crescer

Uma empresa não irá crescer se não estiver fundada em bases sólidas. O plano de negócio é essa base que estrutura e direciona os projetos e investimentos da companhia. Além disso, permite que ela cresça e alcance os seus objetivos principais.

Como montar e implementar um plano de negócios eficaz?

Nós já vimos sobre a importância do plano de negócios, mas como montá-lo e implementá-lo nas empresas? 

Uma das formas mais simples de iniciar o seu plano, é pelo Quadro de Modelo de Negócios – o Business Model Canvas, em inglês. Nada mais é do que um modelo criado por um escritor e empreendedor suíço chamado Alexander Osterwalder, nos anos 2000. 

  A proposta do suíço é que em um quadro com nove espaços, a empresa consiga responder às seguintes questões: parcerias chave, atividades chave, recursos chave, proposta de valor, relacionamento, canais, segmento de clientes, estrutura de custos e fontes de receita.

Também é importante levar em consideração outras informações, como: dados de identificação dos sócios da empresa, missão, valores e ramo da atividade. 

O regime tributário também deve estar presente no documento, indicando qual é a forma jurídica da empresa: MEI, ME, EIRELI, etc, pois isso afeta diretamente nos impostos que incidem no seu negócio. 

Considere também inserir a análise de mercado, com a pesquisa completa de quantas empresas como a sua já existem no segmento e quais os pontos fortes e fracos de cada uma. Com isso, você poderá analisar quais as oportunidades que a sua companhia possui. 

Também não deixe de incluir o plano operacional, financeiro e de marketing.  No plano operacional, deve estar descrita a forma de funcionamento da empresa, assim como a divisão de setores e quais os responsáveis por cada um, além das metas para cada um dos gestores da companhia. 

No plano financeiro, os dados operacionais devem estar detalhados, como o fluxo de caixa, as despesas e os lucros. também é importante ter uma previsão dos gastos para poder organizar o capital com antecedência. 

Já para o plano de marketing, é importante descrever quais serão os canais de comunicação que serão utilizados para fidelizar e conquistar mais clientes. 

Por fim, o item de avaliação estratégica tem a finalidade de avaliar todos os itens citados anteriormente. É importante explorar os pontos fortes da empresa e analisar quais aspectos ainda precisam ser melhorados, para que a empresa cresça e se torne mais competitiva dentro do mercado. 

Pensar o plano de negócios como um guia para o trabalho dentro da empresa, é algo que vai fazer muita diferença para o aumento dos resultados e também para o crescimento do seu empreendimento. Planeje cada passo da sua empresa e use essa ferramenta ao seu favor!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *