PL entra em vigor de imediato e parcelamento de débitos será de até 120 meses

O projeto de lei que revisa o Simples Nacional foi sancionado, nesta quinta-feira (27), pelo presidente Michel Termer, colocando em vigor de imediato o parcelamento de débitos em até 120 meses. Sobre o assunto, o Revista Brasil entrevista o diretor político-parlamentar da Federação Nacional das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas (Fenacon), Valdir Pietrobon.

Ele acha a lei interessante, mas a forma que foi colocada – entrada em vigor e o parcelamento – vem, no primeiro momento, ajudar mas não vai resolver. Precisamos ter um Programa de Recuperação Fiscal (Refis) na sequência destes débitos todos que a empresa tem.

Na opinião de Pietrobom, parcelar de 60 para 120 meses, com o mínimo de 300 reais por mês, com juro e multa do jeito que o Sistema Especial de Liquidação e de Custódia (Selic) está hoje, infelizmente, os empresários vão parcelar, mas a grande maioria não vai cumprir esse parcelamento.

 
Saiba mais sobre o assunto, ouvindo a entrevista na íntegra, no player acima.

O Revista Brasil é uma produção das Rádios EBC e vai ao ar, de segunda a sábado, às 8h, na Rádio Nacional AM Brasília. A apresentação é de Valter Lima

Produtor
Eliana Nascimento
Fonte: EBC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *