Você sabe os benefícios da consulta de optante pelo Simples Nacional? Pois bem, ela pode trazer diversas vantagens para impulsionar o seu negocio!

Quando se trata de regimes tributários é comum que haja confusão por parte dos empreendedores ao escolher o seu tipo de tributação.

No artigo de hoje mostraremos as vantagens e desvantagem do Simples Nacional, assim como algumas de suas características. Confira!

O que é o Simples Nacional?

Trata-se de um regime tributário criado pelo Governo Federal visando simplificar a burocracia fiscal das empresas.

Os tributos para micro e pequena empresas são unificados, o que também auxilia no cumprimento dos prazos dos impostos federais — os que mais impactam financeiramente nas organizações.

As alíquotas são diferenciadas e recolhidas conforme o seu faturamento anual. Podem variar de 4% para empresas que faturam até R$180.000,00 ou 11,61% para empresas que possuem faturamentos aproximados em R$3.600.000,00.

Além da unificação dos tributos, o Simples Nacional oferece conforto ao planejamento contábil, proporcionando melhoria na tomada de decisão para aperfeiçoar o seu negócio.

Quais os benefícios da consulta de optante Pelo Simples Nacional?

Se você já é empreendedor e deseja simplificar suas responsabilidades tributárias para alavancar o seu negócio é aconselhável optar pelo regime tributário do Simples.

Esse inovador regime tributário contém diversos benéficos oferecidos pelo governo federal se comparado com outros regimes tributos como: lucro real e lucro presumido. Observe a seguir:

  • alíquotas diferenciadas;
  • contabilidade simplificada;
  • facilidade de regularização fiscal;
  • pagamentos de impostos unificados.

Devido à implementação do novo Simples Nacional que entrará em vigor no próximo ano, podemos criar expectativas para impulsionar ainda mais o seu negócio!

Quem pode optar pelo Simples Nacional?

As empresas que desejam aderir ao Simples necessariamente devem obter o seu enquadramento tributário definido em microempresa (ME), microempreendedor individual (MEI) ou empresa de pequeno porte (EPP).

Caso sua empresa possua um dos enquadramentos tributários citado acima e deseja optar pelo regime, é importante ter mente que o seu faturamento anual jamais pode ultrapassar o teto de R$3.600.000,00.

Quem não pode optar pelo Simples Nacional?

De acordo com o governo federal, empresas que possuem faturamento que excede o limite de 3.600.000.00, não podem optar por essa tributação.

Empreendedores que sejam sócios de outra pessoa jurídica, empresas que possuem filiais, empresas que estão em falta com o INSS e empresas com representação em outros países não podem optar pelo tributo Simples.

Quais as desvantagens por optar pelo Simples Nacional?

Devido à unificação dos tributos, as empresas acabam não sendo beneficiados por impostos que possuem natureza de créditos acumulativos como o IPI, o ICMS, o PIS e o COFINS.

Outra desvantagem significativa ao optar pelo Simples é que o recolhimento fiscal é feito sobre o faturamento anual e não sobre o lucro. Assim, uma empresa com resultado negativo a carga tributaria será cobrada sobre o faturamento, comprometendo ainda mais o seu resultado do exercício.

Agora que você conhece mais a respeito da consulta de optante pelo Simples Nacional, é possível tomar decisões para impulsionar o seu negócio. Se você se interessou por esse método de regime tributário e deseja se cadastrar, clique neste link! 

Este conteúdo foi relevante para você? Então continue nos acompanhando no Facebook e Twitter.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *